Projeto Arte no Átrio recebe exposição internacional

fevereiro 26 10:15 2018 Imprimir este Artigo

A primeira exposição do projeto do Fórum de Itatiba recebe as obras de Chris Tucker

Em continuidade ao projeto Arte no Átrio, o Fórum de Itatiba inicia o ano apresentando pela primeira vez as obras de um artista internacional.

Chris Tucker, pintor britânico recentemente radicado em nossa cidade traz uma coleção de obras de impacto visual intenso, cuja característica principal é a geometria espacial que cria uma ilusão tridimensional do espaço.

A mostra segue aberta ao público até o dia 14 de março, das 12h30 às 19h.

 

Chris Tucker – Conheça o artista 

Uma geometria que faz ondas de pura ilusão ótica; uma paleta de cores vibrantes e a inquietude de traduzir movimentos tridimensionais em superfícies planas; o traço preciso nos desenhos figurativos e abstratos: essas são as principais características do artista inglês Chris Tucker, que será o primeiro expositor de 2018 no Fórum de Itatiba, a partir do dia 16 de fevereiro.

Tucker é fiel discípulo e jovem contemporâneo de artistas como Victor Vasarely e Brigit Riley que, nos anos 60/70, lideraram o movimento artístico hoje conhecido como Op Art, ou Optical Art, – uma arte que encanta os olhos e confunde as sinapses cerebrais.

A arte de Chris Tucker – aluno da prestigiada Chelsea School of Art, de Londres, nos anos 60 – não cabe em uma única definição ou movimento artístico. É uma arte que varia do figurativo ao abstrato, do surreal ao ilusionário – uma arte decorativa ou mesmo conceitual. A abstração geométrica, em algumas de suas obras, ganha contornos orgânicos e enseja significados que variam a cada espectador.

“Minha arte não tem musa inspiradora, nem filosofia. Os traços ganham vida através de minhas mãos e o entendimento, ou o quebra-cabeças mental, está ao prazer da imaginação do espectador”, diz Chris Tucker.

Em sua busca para traduzir a tridimensionalidade num formato bi ou uni-dimensional, Tucker usa a linguagem do desenho, da matemática, da lógica e da psicologia, aplicando cores e sombras, luzes e formas, usando os mais diversos tipos de meios –do tecido à madeira, do vidro ao computador.

Sua criação – tanto em pintura, escultura ou gravura – provoca inquietação, argumenta com as emoções, coloca o observador no limite entre realidade e ilusão. “Minha arte fala, questiona, invade espaços no cérebro – confunde ou dá prazer visual, mas impossibilita a indiferença”, diz Tucker.

Pode-se reconhecer uma eclética rama de influências em sua arte, que inclui o trabalho de artistas como Brigit Riley, Victor Vasarely, M.C.Escher, Paul Klee, Mark Rothko, John Ernest e Gillian Wise; dos matemáticos August Ferdinand Möbius e Roger Penrose, e do psicólogo Richard L. Gregory.

Suas obras já foram expostas no Brasil: na galeria Lashkmi, no Rio de Janeiro (Barra Shopping) e na Galeria Berenice Arvani, na rua Oscar Freire, em São Paulo. Em Londres, participou de diversas exposições e tem trabalhos expostos na galeria Art Pelican, em Greenwich (zona sudeste de Londres).

Londrino convicto, Chris Tucker adotou a cidade de Itatiba como sua morada definitiva. “Itatiba é para mim um pedacinho de paraíso. Aqui posso dedicar tempo integral à minha arte e desfrutar deste clima saudável, da calmaria verde destas paisagens, além de conviver com esta gente boa e amistosa, que tem me acolhido tão bem. Viver em Itatiba é um privilégio”, diz Chris Tucker, que vive em Itatiba há quatro meses.

Devido a problemas pessoais, a carreira artística de Chris Tucker sofreu um hiato produtivo, um período no qual ele não pode divulgar e exercer sua arte. Seus trabalhos realizados no final dos anos 60 e durante os anos 70, até meados dos anos 80, foram expostos em várias mostras na Inglaterra, entre outras:

Chelsea Art School Exhibition –1969/70

A mostra de arte da Chelsea Art School foi realizada em diversas cidades do Reino Unido, em galerias em museus regionais.

The Greenwich Art Festival, London -1971

The ‘Dairy Gallery’, Islington London -1972

The ‘Plesaunce’ Gallery, Eltham, London –1973

University of Greenwich, London -1974

 

The London Bridge Station –2009

Lakshmi Galeria, Shopping Barra, Rio de Janeiro –2010

Indie Gallery, Sherbone, Dorset –2011

Art Gallery, Terbury, Gloucestershire -2012

Galeria Berenice Arvani, São Paulo, SP – 2014

Art Pellican Gallery, Londres, Greenwich – desde 2015

Forum de Itatiba, SP – 2018

Suas pinturas e desenhos integram o acervo de diversos órgãos públicos, empresas e particulares – como a Universidade de Greenwich, Kingpin Communications, Local Government Information Unit, D. Marshall Dancing School, Microsoft S.A., Southearstern Railways, First Leisure Ltd, Club 100, entre outros.

 

Serviço:

Arte no Átrio – Chris Tucker 

Data: Até 14 de março

Horários: das 12h30 às 19h

Local: Fórum da Comarca de Itatiba – Avenida Barão de Itapema, 181, Centro – Itatiba-SP

 

  Categories:
Ver Mais Artigos

Sobre o Autor do artigo

Redação Diarioi
Redação Diarioi

Ver Mais Artigos