Economia apresenta melhora em Itatiba, segundo SCPC

fevereiro 21 10:16 2018 Imprimir este Artigo

O balanço do banco de dados do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) da Associação Industrial e Comercial de Itatiba (Aicita), mostra que em janeiro houve queda nos três índices.

As exclusões, por exemplo, que resultam nos nomes retirados da lista de devedores do SCPC, tiveram queda de 18,4% entre dezembro (217) e janeiro (177). A diferença aumenta quatro pontos, passando a 22%, se comparado com o mesmo período de 2017, quando foram computados 227 cancelamentos.

Registros

A maior diferença deste balanço de janeiro é observada no índice de registros. Entre dezembro de 2017 (433) e janeiro de 2018 (295), a diferença é de -31,8%. A explicação pode ser encontrada na prática dos comerciantes de realizar a inclusão do nome de devedores no banco de dados do SCPC já no final do ano para que usem a parcela do 13º salário para o pagamento da dívida.

Este fato vem junto à revogação da Lei do AR, que impossibilitava a aparição do devedor no sistema sem que ele autorizasse a inclusão. Assim, muitos comerciantes deixaram de fazê-lo. No entanto, com o fim do impasse e revogação da lei estadual, os empresários voltaram a registrar nomes de endividados. Já em comparação de janeiro de 2018 com o mesmo mês de 2017 (279), há pequeno aumento neste ano, de 5,73%.

Consultas

O índice de consultas também teve queda, afinal, as compras de fim de ano superam as de janeiro, quando o forte é o pagamento de impostos como IPTU, IPVA, matrículas escolares e contas parceladas de 2017. Em dezembro foram 5.631, enquanto que em janeiro foram computadas 5.434 consultas. A queda é de 3,49%.

Já em comparação com janeiro de 2017, quando foram registradas 4.975 consultas, o aumento neste ano é de 9,22%, reflexo da recuperação econômica que, embora lenta, começa a ser notada. Conforme divulgação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o varejo nacional surpreendeu de forma positiva com alta de 2% na temporada passada.

Para Alencar Burti, presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), da qual a Aicita faz parte, o comércio varejista sempre se supera nas dificuldades. “A alta de 2% em 2017, no varejo restrito, surpreendeu de forma positiva, superando ligeiramente minha expectativa, que era de aumento de 1,5%. É um resultado para ser comemorado”, disse.

Fonte: Associação Industrial e Comercial de Itatiba – AICITA

  Categories:
Ver Mais Artigos

Sobre o Autor do artigo

Redação Diarioi
Redação Diarioi

Ver Mais Artigos